Follow by Email

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

UM NÓ

Não sei por que sinto isso....Apenas me permito sentir...
Sigo na contramão...Destribuo sorrisos...enquanto lágrimas me saltam aos olhos...lavando minha alma...libertando meu coração...
As vezes a solidão me satisfaz...noutras sacrifica...
As vezes tudo é nublado...noutras se faz clarear...
É tudo tão intenso...incerto...
Certamente inexplicavel...
As vezes preciso me abster de sentir...e isso dói...corroi...
E entao....me entrego...me mostro...me permito...sinto ...existo...me refaço...Renasço!!!
Selma Belgini.

Nenhum comentário:

Postar um comentário